Dança do Leão

A academia de Artes Marciais Núcleo 7 Esferas do Tao vem trabalhando com a Dança do Leão vinculado ao Kung Fu desde 2004, oferecendo apresentações para eventos como, casamentos, festas, aniversários, inaugurações,  etc... Nosso foco para as apresentações é manter um trabalho sério com qualidade, tradição e o respeito.

Dança do leão

A dança do leão é uma reconhecida tradição do folclore Chinês e parte importante de uma tradicional escola de Kung Fu. É essencial nas festividades e comemorações chinesas e tem grande importância em eventos como casamentos, inaugurações de negócios etc. Geralmente é realizada por escolas de Kung Fu nesses tipos de eventos para espantar maus espíritos, trazer muita sorte, felicidade e prosperidade.

A Dança do Leão representa o espírito de uma escola de Kung Fu, realizada por seus membros. Nenhuma escola tradicional de Kung Fu é considerada completa sem uma equipe de Dança de Leão. Juntamente com as artes marciais, a Dança do Leão vem sendo passada de mestre para discípulo há séculos. As habilidades necessárias para as apresentações incluem força, resistência, flexibilidade, equilíbrio, e a habilidade de visualizar e improvisar movimentos expressivos. A pesada cabeça do leão requer um praticante com braços e ombros fortes, e a movimentação de pernas inclui as mais variadas posturas e chutes do Kung Fu. A pessoa que fica na cauda permanece com as costas inclinadas a maior parte do tempo, o que requer pernas e costas muito fortes.
 

História e Origem 

Embora nunca tenham existido verdadeiros leões na China, o leão e a tradição da Dança do Leão  fazem parte da história e da cultura chinesa há milhares de anos. Os leões chineses se parecem muito pouco com um leão real mas, entretanto, tem grande importância no folclore chinês. Na cultura tradicional chinesa, estes são vistos como criaturas pacíficas e comumente considerados como animais divinos, de nobreza e dignidade. Ao longo da história chinesa, o leão tem sido usado para simbolizar força, coragem e sabedoria.

Dança do Leão  tem uma história muito longa. O primeiro registro de uma apresentação de uma forma arcaica de Dança do Leão  data das dinastias Qin - 秦 e Han - 漢 (300 a.C.). Entretanto existem muitas diferentes história e mitos sobre como e quando se originou, e não existem registros históricos exatos sobre seu nascimento.

Uma das histórias mais populares coloca a origem da  Dança do Leão  na dinastia Tang - 唐 (618 - 907 d.C.). De acordo com a lenda, o imperador da época teve um estranho sonho numa noite. Neste sonho, uma estranha criatura (leão) salvou sua vida e o levou para um lugar seguro. No dia seguinte, desejando saber que criatura era aquela e qual o significado de seu sonho, o imperador reuniu seus ministros e descreveu seu sonho. Um deles explicou ao imperador que aquela estranha criatura era semelhante a um animal do ocidente (leão). O Imperador ordenou aos ministros que criassem um modelo desse leão, e por ter salvo sua vida em seu sonho, o leão se tornou símbolo de sorte, felicidade e prosperidade. 

Histórias diferentes da Dança do leão

Outra história conta sobre um leão que freqüentemente aterrorizava uma pequena vila na China. Para cessar com os ataques da besta, os moradores se juntavam batendo potes e panelas para fazer um barulho tão alto que espantasse a fera. Ainda se conta que alguns moradores da vila se vestiam com uma fantasia que parecia um leão. Eventualmente seus truques funcionavam e o leão desaparecia. Outra versão dessa mesma história conta que os moradores não sabiam como parar os ataques do leão, então foram consultar um monge budista para obter ajuda. Este monge teria domado o leão, que passou a ser o protetor da vila. O Monge é geralmente representado pelo Buda com cabeça grande (dai to fut), visto nas apresentações de  Dança do Leão  do Sul da China.

Esta outra versão é considerada mais mitológica. Ela conta que o leão nasceu no Céu. A lenda diz que o animal era muito travesso e pregava peças, portanto criava muitos problemas para todos. Numa ocasião ele resolveu pregar uma peça no Imperador de Jade. Por causa de sua travessura, o Imperador ficou furioso e matou o leão, cortando sua cabeça e separando-a do corpo. O Imperador de Jade então jogou a cabeça e o corpo do leão na Terra para apodrecer. Entretanto, não muito depois deste incidente, Kwan Yin - 觀音 (Deusa da Misericórdia) sentiu pena do leão e decidiu ajudá-lo. Com uma longa faixa vermelha, ela amarrou a cabeça do leão de volta ao seu corpo e o trouxe de novamente à vida. Essa faixa vermelha aparece até hoje nos leões chineses e se diz que tem a habilidade de evitar os maus espíritos. Kwan Yin ainda deu ao leão um chifre para lutar e um espelho para espantar os espíritos ruins.

left show tsN fwR uppercase|left tsN fwR|left show fwR|bnull||image-wrap|news tsN tsY b01 fwB bsd|fsN b01 fwB bsd uppercase c10|normalcase b01 fwB bsd|news login normalcase fwR b01 bsd|tsN b01 fwB bsd uppercase c10|b01 normalcase fwB bsd|content-inner bsd b04 c05|left tsN fwR|news fl login normalcase fwR b01 bsd